EscalaCity+

News

O segredo da campanha que subiu vendas em 8% e ganhou prêmio da Globo

Quem não sonha em ampliar o mercado e as vendas, ainda mais por meio de uma comunicação certeira com o seu público? 

Pois foi o que alcançamos com nossa campanha Seu Vinho, Suas Regras, criada para o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). Conquistamos resultados significativos: a comercialização de vinhos brasileiros foi 8% mais alta no mês da campanha, e nós vencemos o Prêmio Profissionais do Ano 2019, da Rede Globo, na categoria Mercado da Região Sul.

E olha que o desafio não era dos mais fáceis, afinal, os vinhos e espumantes brasileiros são deliciosos, mas ainda afastados da realidade de parte do mercado. O foco, aqui, era aumentar a aceitação e o consumo junto aos millenials. Conectá-los ao vinho brasileiro.

Nada melhor, portanto, do que falar a língua deles. Nossa campanha investiu em vídeos, textos e postagens nas redes sociais e com influencers (a youtuber Jout Jout brilhou), canais digitais como o Buzzfeed e até mídia tradicional de TV e revista. A ideia passou por desgourmetizar o vinho, desconstruir a complexidade de consumo, livrá-lo das regras. Deu certo, já que as interações superaram em 46% o volume previsto para a campanha.

Quatro pilares de comunicação deram base aos materiais: experiência, conservação, harmonização e temperatura, em uma construção conjunta entre EscalaCity+ e Ibravin. Prova de que um olhar próximo para as dores de um negócio pode ajudar empresas a crescer, valorizar seus produtos e abrir novos mercados.

Aliás, o nosso diretor-geral Martin Haag lembra que o grande desafio de uma categoria de produtos consolidada é justamente ganhar novos mercados, seja por região, estilo de vida, demografia. Apesar do modismo de minimizar o fator demográfico, em muitos mercados é a idade que define quem compra ou não. No caso do vinho, em grande medida o conceito do consumo está modelado por um ciclo cultural em declínio. 

Os novos consumidores estão acessando o universo simbólico de Baco por outras perspectivas. É este o mérito da campanha do Ibravin, que reconhece publicamente que as regras estão mudando, e transfere a gestão das regras para os consumidores. 

Por que isso é moderno, e por que todas as marcas deveriam tirar uma lição desse movimento? Porque em uma economia de rede, da Internet, quem produz presta um serviço, faz curadoria e coloca à disposição dos consumidores o melhor da sua arte. Quem manda é o consumidor, e não o contrário. Seu produto, suas regras. Bem-vindos à economia de rede!

Receba toda semana no seu e-mail notícias e conteúdo de qualidade assinado pelos nossos profissionais.

Inscreva-se na nossa news

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!