Grandes marcas nascem de questionamentos humanos.
Steve Jobs se perguntou por que computadores não podem ser bonitos e funcionais ao mesmo tempo e, assim, nasceu a Apple.
Travis Kalanick e Garret Camp se perguntaram por que tinham que esperar tanto tempo por um táxi e então criaram a Uber, hoje considerada a startup mais valiosa do mundo.
Anita Roddick se perguntou por que cuidar da beleza e cuidar da saúde não podem ser sinônimos e fundou a The Body Shop, marca de cosméticos livres de químicos prejudiciais à saúde.
Você tem pensado sobre o que move as pessoas em uma realidade cada vez mais complexa? Ou tem ao menos ouvido elas?
Você tem um parceiro com coragem suficiente para, na era da tecnologia, dizer que é tudo sobre pessoas? Alguém que te provoque com perguntas incômodas e não venha com respostas prontas?